Créditos: Jé Bonizzi e Adele Valarini, com contribuições de Carla Polido e Maíra Libertad (entre outras). 

A

  • AC – Anticoncepcional.
  • A/e – À esclarecer.
  • AF – Acido Fólico.
  • AIG – Bebê ou feto de tamanho adequado para a idade gestacional.
  • AME – Aleitamento Materno Exclusivo.
  • Amniotomia – Ruptura artificial da bolsa.
  • Apgar (Índice de) – Avaliação de cinco sinais objetivos do RN no primeiro, no quinto e no décimo minuto após o nascimento.
  • APLV – Alergia a Proteína de Leite de Vaca.
  • Apojadura – Descida do leite materno. Ocorre entre o terceiro e o sétimo dia após o parto. É reconhecível graças ao aumento significativo do tamanho das mamas, muitas vezes acompanhado de desconforto.
  • APP – Ameaça de parto prematuro.
  • Aréola – Círculo escuro que fica em torno do mamilo – e que o bebê também deve abocanhar para mamar. (Atenção: A grafia correta é ‘aréola’, e não ‘auréola’, de anjinhos.)
  • Assoalho pélvico – Região do períneo – da vulva até o ânus.
  • AU – Altura uterina.

B

  • Baby blues – Tristeza que acomete algumas mães no pós-parto – mais leve que a DPP e absolutamente normal.
  • Bacia estreita – Desculpa para cesárea.
  • Bancos de Leite (humano) – Locais que armazenam leite humano para doação.
  • BC – Bloco cirúrgico.
  • BCF – Batimentos cardíacos fetais.
  • Bebê cefálico – Bebê de ponta-cabeça, na posição ideal para nascer.
  • Bebê córnico – Bebê transverso no útero – “deitado” na mãe.
  • Bebê pélvico – Bebê sentado no útero.
  • BetaHCG – Exame de sangue para detectar a gravidez.
  • BL – Banco de Leite.
  • BPM – Batimentos por minuto.
  • BR – Bolsa rota.
  • Bradicardia – Diminuição dos batimentos fetais.
  • Braxton-Hicks – Contrações de treinamento indolores que geralmente surgem a partir da 20a. semana de gravidez e que enrijecem a barriga.
  • Borra – Pequeno sangramento espesso e por vezes amarronzado. A famosa “borra de café”.
  • Bossa – Uma espécie de esticada da cabeça do bebê, como resultado do esforço do corpo em se moldar ao canal vaginal para sair. É comum e tende a desaparecer em algumas semanas.

C

  • CA – Circunferência abdominal.
  • Capurro (Teste de) – Exame que determina qual a idade gestacional do bebê no momento do nascimento.
  • Casas de Parto – Locais não-hospitalares, onde partos normais são assistidos por EO’s.
  • CC – Cama compartilhada (cama familiar).
  • CC (2) – Circunferência cefálica.
  • CC (3) – Centro cirúrgico.
  • Cerclagem – procedimento que consiste em costurar o colo do útero. Indicado em caso de IIC (incompetência istmo-cervical).
  • CO – Centro obstétrico.
  • Colostro – Primeiro leite produzido pela mulher durante os 3 a 7 primeiros dias após o parto. Tem tom amarelado, e é cheio de anticorpos.
  • Concha – Objeto circular para colocar no peito, ajudando a formar o mamilo para a amamentação. (Não recomendável o uso.)
  • Contrações de BH – Ver Braxton-Hicks.
  • Cordão enrolado – Desculpa para cesárea.
  • CP – Casa de Parto.
  • Credé – Colírio de nitrato de prata, comumente aplicado nos bebês após o parto. (Embora seja usado como procedimento-padrão para prevenção de mães com gonorréia, seu uso é discutível. Frequentemente causa irritações nos olhos do bebê.)
  • CTG – Cardiotocografia.
  • CU – Cicatriz umbilical.

D

  • DCP – Desproporção cefalo-pélvica.
  • DD – Posição decúbito dorsal. (Deitada de barriga para cima.)
  • DLD – Posição decúbito lateral direito. (Virada para o lado direito.)
  • DLE – Posição decúbito lateral esquerdo. (Virada para o lado esquerdo.)
  • Descolamento de membranas – Processo feito para induzir o parto.
  • Desnecesárea – Cesárea desnecessária.
  • DG – Diabetes gestacional.
  • Doula – Mulher que dá suporte físico e emocional à grávida antes, durante e depois do parto.
  • DPP – Data provável do parto.
  • DPP (2) – Depressão pós-parto.
  • DPP (3) – Descolamento prematuro da placenta.
  • DUM – Data da última menstruação. (Serve para calcular a data provável do parto.)

E

  • EO – Enfermeira obstétrica, também chamada de parteira.
  • Episiotomia – Corte cirúrgico no períneo. (Uma das intervenções mais comuns em PN, mas que pode ser evitada se a mulher se informar e se preparar.)
  • Episiorrafia – Sutura da Episiotomia.
  • Extero-gestação – Estudo que evidencia a suma importância do colo, da amamentação e do aconchego nos primeiros meses de vida em função do nascimento relativamente prematuro de TODOS os bebês. Devido ao crescimento do crânio e de outros fatores, todos os humanos acabam sendo “expelidos” de forma precoce do útero de suas mães, necessitando, assim, cuidados e carinhos nos primeiros meses de forma mais constante e intensa do que de outros mamíferos.

F

  • Falta de dilatação – Desculpa para cesárea.
  • FIV – Fertilização in-vitro.
  • Fórceps – É um instrumento médico que serve para a retirada de um feto em algumas circunstâncias durante o parto, como força exaurida ou distócia.

G

  • GO – Ginecologista e obstetra.
  • GIG – Bebê ou feto grande para a idade gestacional.
  • GPCA – Número de gestações, número de partos, número de cesáreas, número de abortos que uma mulher teve. (Por exemplo, engravidou 4 vezes, teve dois partos, um aborto e uma cesárea = G4P2C1A1)

H

  • HCG – Hormônio que só circula no corpo feminino quando há uma gestação em curso.
  • Hora P – A hora de parir.

I

  • IA – Inseminação artificial.
  • Icterícia – Alteração na coloração da pele do RN, em tom amarelado.
  • IIC – Incompetência istmo-cervical. (Incompetência cervical ou insuficiência do colo uterino.)
  • ILA – Índice de líquido amniótico.
  • Índice de Apgar – Avaliação de cinco sinais objetivos do RN no primeiro, no quinto e no décimo minuto após o nascimento.
  • ITU – Infecção do trato urinário.
  • IU – Infecção urinária.

J

K

  • Kristeller (Manobra de) – Manobra feita durante o parto para empurrar o bebê em direção à vagina. (Intervenção bastante discutível).

L

  • LA – Líquido amniótico.
  • LA (2) – Leite artificial, fórmula que tenta se aproximar da composição do leite materno, sem anticorpos ou fatores de crescimento.
  • LAM – Método da lactação e amenorréia.
  • LD ou Livre demanda – Administração do leite materno sem controle de horários e de acordo com a vontade do bebê.
  • LDR – Labor and delivery room (sala de parto). (Também chamada de sala PPP.)
  • LH – Hormônio Luteinizante. (É a proteína reguladora da secreção da progesterona na mulher.)
  • Litotomia (posição de) – Posição deitada de barriga para cima (decúbito dorsal).
  • LM – Leite materno.
  • LM (2) – Licença-maternidade.
  • LMO ou LHO – Leite materno ordenhado ou leite humano ordenhado.
  • LV – Leite de vaca.

M

  • Macrossomia – Bebê grande, acima de 5 quilos. (Diagnósticos de peso do bebê, por US, frequentemente são imprecisos.)
  • Mecônio – Primeira excreção do bebê, ainda na barriga da mãe. Pode significar, dentre outras coisas, a maturidade do feto para nascer.
  • MBE – Medicina Baseada em Evidências.
  • MS – Ministério da Saúde.
  • MF – Movimentação fetal.
  • Multigesta – Denominação para a mulher a partir de sua segunda gestação.
  • Multípara – Denominação para a mulher a partir do seu segundo parto.

N

  • Nascituro – O feto prestes a nascer.
  • NEO – Neonatalogia/neonatologista.
  • Neonato – O recém-nascido.
  • Neonatologista – Médico pediatra especializado em recém-nascidos.
  • Nuligesta – Denominação para a mulher que nunca teve uma gestação.
  • Nulípara – Denominação para a mulher que nunca teve um parto.

O

  • Ocitocina (Natural) – Hormônio que é liberado durante o trabalho de parto, facilitando a saída do bebê, e durante a amamentação, facilitando a saída do leite.
  • Ocitocina (Artificial) – O famoso “sorinho”, usado para induzir ou conduzir um parto. Na maioria das vezes, prejudicial. Deve ser evitado quando oferecido pelo hospital.
  • OD – Ovário direito.
  • OE – Ovário esquerdo.
  • Oligodramnia – Perda ou baixa do líquido amniótico. (Desculpa frequente para cesáreas.)
  • OP – Occipito-posterior. (Posição do bebê que nasce olhando para o bumbum da mãe – mais comum.)
  • OS – Occipito-sacro. (Posição do bebê que nasce olhando para o osso sacro da mãe – menos comum.)
  • OT – Ovulação tardia.

P

  • PA – Pressão Arterial.
  • Parto Frank ou Parto Frankenstein – Parto normal cheio de intervenções e violência.
  • Parto Pélvico – Parto em que o bebê nasce de bumbum primeiro.
  • Parto Podálico – Parto em que os pés do bebê nascem primeiro. (Variação do parto pélvico.)
  • Partolândia – Alteração de consciência ocasionada pelos altos níveis hormonais durante o parto natural.
  • PBF – Perfil Biofísico Fetal.
  • PC – Perímetro Cefálico.
  • PC (2) – Paralisia Cerebral.
  • PC (3) – “Parto Cesárea”. (Termo utilizado de maneira incorreta.)
  • PD – Parto domiciliar.
  • PDD – Parto domiciliar desassistido.
  • PE – Pré-eclâmpsia.
  • PED – Pediatra.
  • Períneo – Região que vai da vulva ao ânus.
  • PF – Período fértil.
  • PFE – Peso fetal estimado. (Não é possível ter certeza do peso do feto dentro da barriga, o peso fetal é sempre uma estimativa.)
  • PH – Parto Humanizado.
  • PIG – Bebê ou feto pequeno para a idade gestacional.
  • Pique – Episiotomia.
  • Placenta madura – Desculpa para cesárea.
  • Placenta qualquer grau – Desculpa para cesárea.
  • PN – Parto normal, ou natural. (O natural seria um parto normal, mas sem intervenções).
  • PNAC – Parto normal após cesárea (Menos usado do que “VBAC”).
  • PNH – Parto normal hospitalar.
  • PNH (2) – Parto normal humanizado.
  • PNH (3) – Política Nacional de Humanização.
  • PP – Placenta prévia: apresentação da placenta obstrui o canal de parto. Pode ser total (nescessitando uma cesárea), pode ser parcial e pode subir durante a gestação e permitir um parto normal.
  • PP (2) – Parto prematuro.
  • Primigesta – A mulher em sua primeira gestação.
  • Primípara – A mulher que teve um parto.
  • Pródromos – Cólicas e contrações leves que antecedem o TP.
  • Prolactina – Hormônio natural que estimula a produção do leite.
  • PS – Posto de saúde.
  • PS (2) – Pronto-socorro.
  • PTV – Perdas transvaginais.
  • PT80 – Fórmula para prematuros com mais calorias.
  • Puxos dirigidos – Orientar/guiar a maneira em que a mulher deve fazer força no período expulsivo do parto.
  • Puxos involuntários – Vontade incontrolável de fazer força que se inicia naturalmente no perído expulsivo do parto.

Q

  • RCIU – Restrição do crescimento intra uterino.
  • RG – Remoção Gentil.
  • RGE – Refluxo Gastro-esofágico.
  • Rhogam – Vacina que deve ser tomada por mulheres de sangue RH negativo que têm filhos RH positivo. Administrada em até 72 horas após o parto.
  • RN – Recém-nascido.
  • RNT/ RNPT/RNPT: Recém-nascido a termo, pré-termo e pós-termo.
  • ROPREMA – Rotura prematura de membranas. (Independe da IG: idade gestacional.)

S

  • Sala PPP – Sala de parto na qual a mulher permanece durante todo o período do pré-parto, parto e pós-parto. (Também chamada de labor and delivery room – LDR.)
  • SAM – Sindrome da aspiração meconial.
  • Sexagem fetal – Exame de sangue feito para detectar o sexo do embrião.
  • SOMP – Síndrome do Ovário Micropolicístico.
  • SOP – Síndrome do Ovário Policístico.
  • Sorinho – Denominação comum da Ocitocina Artificial.
  • STV – Sangramento transvaginal.

T

  • Taquicardia – Batimentos cardíacos aumentados.
  • TB – Temperatura basal.
  • TN – Translucência nucal. (Exame feito durante a US, em torno da 12a. semana gestacional.)
  • Toque – Exame físico que consiste em inserir dois dedos na vagina da mulher para medir a dilatação do colo uterino. (Frequentemente feito em excesso e sem necessidade.)
  • TP – Trabalho de parto.
  • Tricotomia – Raspagem dos pêlos pubianos. (Procedimento desatualizado e desnecessário)
  • TTG ou TTOG – Teste de tolerância oral à glicose.

U

  • USG = US (ultrassonografia) – Exame frequente na gravidez (E cuja interferência no desenvolvimento do bebê tem poucos estudos. Deve ser feita apenas com real indicação médica). 

V

  • Valsalva (manobra de) – Puxos dirigidos onde se orienta a mulher a inspirar, prender o ar, encostar o queixo no peito e fazer força durante a contração.
  • VBAC – Vaginal Birth After Cesarean (PNAC, em português). Conforme a quantidade de cesáreas anteriores e de partos vaginais, coloca-se o número indicador:
  • VBA2C – Parto Vaginal após 2 cesáreas.
  • VBA3C – Parto Vaginal após 3 cesáreas.
  • 2VBAC – 2 Partos Vaginais após 1 cesárea.
  • 2VBA2C – 2 Partos Vaginais após 2 cesáreas.
  • Versão cefálica externa (VCE) – Manobra realizada para tentar virar o bebê que está pélvico ou transverso para a posição cefálica.

W

X

Y

Z